Vida do Fundador

O Fundador de Schoenstatt - Padre José Kentenich (1885-1968)

NPADREK1asceu em Gymnich - Colónia. Sua mãe consagrou-o, ainda criança, a Nossa Senhora, face às dificuldades familiares. Maria foi para ele verdadeira mãe e educadora que moldou o seu coração e guiou a sua busca juvenil pela liberdade e pela verdade.

Ordenado sacerdote a 8 de Julho de 1910, procurou conduzir outros pelo mesmo caminho da Aliança de Amor com Maria para formar um Homem Novo. Na entrega aos outros, foi descobrindo o rosto de Deus como Pai e ele próprio foi encarnando a "paternidade sacerdotal " como dom e missão que gerou vida.

Especialmente nas décadas dos anos vinte e trinta, anunciando o carisma que nascia em Schoenstatt, tornou-se uma referência na espiritualidade e na eduação. E, "como o ouvido no coração de Deus e a mão no pulso do tempo" (PJK), foi a voz de profeta da Igreja e na sociedade.

 

06

Durante a II Guerra Mundial foi preso pela Gestapo e no campo de concentração de Dachau, como Cristo "Bom Pastor", viu provada e fortalecida a sua Família de Schoenstatt, por quem se entregou.

Com o fim da guerra, livre das cadeias externas, iniciou viagens por outros continentes, anunciando a missão de Maria, a partir do Seu Santuário. Também nesse tempo, a vida original da Família de Schoenstatt, com as suas ideias e práticas, foi provada pela Igreja e o Pe. Kentenich foi afastado da sua Obra e enviado para um exílio em Milwaukee - USA, onde permaneceu 14 anos. Foram anos de provação, de fidelidade e de fecundidade espiritual.

 

06 JK e papa PIO XII 1-132x167Com o Concílio Vaticano II, foi reabilitado e, a 22 de Dezembro de 1965, pela audiência com o Papa Paulo VI, recebeu a aprovação do carisma que Deus tinha suscitado.

A 15 de Setembro de 1968 faleceu e tal como desejou, no seu túmulo encontra-se gravada a inscrição: "Dilexit Ecclesiam" (amou a Igreja).